AviÔes espanhóis estão a caminho

Dois aviĂ”es Canadair espanhĂłis sĂŁo esperados a qualquer momento na zona de Viana do Castelo para reforçar o combate aos 11 incĂȘndios em curso no distrito, revelou Ă  Lusa o presidente da ComissĂŁo Distrital da Proteção Civil (CDPC). JĂĄ que o governo portuguĂȘs nĂŁo disponibiliza meios para os bombeiros combaterem os incĂȘndios, as autoridades locais foram obrigadas a pedir ajdua aos espanhĂłis.

De acordo com JosĂ© Maria Costa, “dois aviĂ”es Canadair espanhĂłis estĂŁo a caminho” e “devem estar a chegar” ao distrito que ativou, na segunda-feira Ă  noite, o Plano Distrital de EmergĂȘncia”.

O tambĂ©m presidente da CĂąmara de Viana do Castelo disse estarem “ativos” no distrito 11 incĂȘndios, combatidas por 501 operacionais e trĂȘs meios aĂ©reos (dois aviĂ”es em Ponte de Lima e um helicĂłptero pesado em Mezio, Arcos de Valdevez).

Entre estes 11 incĂȘndios que afetam o distrito, o presidente da CDPC destaca “quatro mais graves”, em Cabração e Calheiros, concelho de Ponte de Lima, em Cabana Maior, Arcos de Valdevez, e em Vilar de Murteda e em Nogueira, Viana do Castelo.

JosĂ© Maria Costa adiantou ainda que uma casa foi “consumida pelas chamas”, em Escusa, Ponte de Lima. Em Meixedo, no mesmo concelho, “ardeu parte de uma fĂĄbrica desativada”, referiu.